Rolar para o topo
Por favor designe um menu para ser o primário

Da era dos custos à era dos resultados: a transformação do comércio exterior

O comex atual mudou: mais tecnológico e inovador, trata-se de um setor preparado para impulsionar o crescimento entre importadoras e exportadoras

No passado, as operações de comércio exterior, especialmente as de importação, eram encaradas como uma área de custos nas empresas. Isso se devia à necessidade de um grande número de pessoas envolvidas, aos altos custos operacionais e aos honorários dos prestadores de serviços. No entanto, o cenário mudou drasticamente nos dias de hoje, e essas áreas foram transformadas em verdadeiros centros de resultados.

Uma das principais razões para essa mudança de perspectiva é a ampla gama de oportunidades oferecidas para redução de custos logísticos. Com o avanço da tecnologia, surgiram soluções inovadoras que possibilitam uma gestão mais eficiente dos processos de importação, desde a seleção de fornecedores até a entrega final dos produtos. Sistemas de gerenciamento de cadeia de suprimentos, rastreamento em tempo real e otimização de rotas são apenas alguns exemplos das ferramentas disponíveis para otimizar os fluxos de mercadorias e reduzir os custos associados.

Tecnologia, benefícios fiscais e um horizonte de oportunidades

Além disso, a utilização de benefícios fiscais e incentivos governamentais também contribui significativamente para a transformação das operações de comércio exterior em centros de resultados. Empresas que exploram de forma inteligente essas oportunidades podem obter vantagens competitivas, reduzindo a carga tributária e aumentando a lucratividade das operações internacionais.

Outro ponto crucial é a crescente adoção de tecnologias de automação. Processos que antes demandavam uma grande quantidade de trabalho manual e tempo, agora, podem ser executados de forma rápida e eficiente por meio de sistemas automatizados. Desde a emissão de documentos até a realização de procedimentos alfandegários, a automação permite reduzir erros, aumentar a produtividade e eliminar tarefas repetitivas, liberando os colaboradores para se concentrarem em atividades de maior valor agregado.

Portanto, é inegável o impacto que a tecnologia e a inovação têm tido no setor de comércio exterior, transformando-o de uma área de custos em um verdadeiro motor de resultados para as empresas. Aquelas que conseguem aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas por essa nova era estão posicionadas para obter vantagens competitivas significativas e alcançar o sucesso em um mercado cada vez mais globalizado e competitivo.

Renato Figueiredo
Chief Sales Officer | + posts

Renato Figueiredo é Diretor Comercial na eCOMEX NSI.

Artigos relacionados